Últimas Análises

  • Capa de Dark Souls Dark Souls
    no
    PS3
    há 1 mês
    Não tenho nem o que dizer, é o melhor jogo da trilogia souls, o segundo melhor da linha soulslike e o quinto melhor jogo da minha vida. Extremamente desafiador e divertido, conseguindo manter um equilíbrio perfeito entre diversão e dificuldade (coisa que foi deturbada no DS2 e 3). O jogo é simplesmente uma obra de arte fenomenal. É claro que o gráfico dele não é muito bom, nem mesmo pra época que ele saiu, mas acho que isso é facilmente compensado pela direção de arte e level design fantástico dele. A história, os chefes, o desafio, a trilha sonora, cenários, as recompensas, é tudo muito fantástico. O único defeito do jogo pra mim é que não é possível melhorar todas as armaduras do jogo, a maioria sim, mas algumas não. Fora isso, Dark souls 1 é perfeito!
  • Consegui platinar o jogo recentemente. Em comparação com os outros jogos da franquia, ele possui um enredo bem fraco (salvo pela Lore do Vendrick e de alguns outros npcs), fases não muito boas e level design bem preguiçoso (desde quando você pega um elevador numa torre no alto de uma montanha e chega num castelo afundado em lava?). Além dos inimigos e chefes, que a maioria deles são dos mais genéricos possíveis. A trilha sonora é bacana, acho que não deixa muito a desejar. Além dessas questões, os inimigos somem depois de morrerem cerca de 10 ou 15 vezes, o que é bem ruim. Tem o braseiro da adversidade, que reseta os inimigos da área com dificuldade de New Game +, o que pode ser bom para alguns e ruim para outros. O que realmente segura o jogo é a gameplay dele, que é sim super divertida, assim como os seus irmãos souls, contando com diversos sets de armadura super legais, algumas armas bacanas, magias bastante diversificadas e claro, um dos pontos altos do jogo, que é o Power Stance, no qual você segura duas armas, uma em cada mão, e muda totalmente o moveset. Uma pena que isso foi removido no Dark Souls 3. As DLCS também conseguem dar um tempero a mais pro jogo, melhorando-o consideravelmente. Em resumo, Dark Souls 2 Schollar of the first sin reúne os 3 pacotes de dlc e realocou inimigos e itens. O jogo é extremamente desbalanceado (ou é difícil demais ou é fácil demais) e é visível que seja um jogo bem preguiçoso, mas é salvo pela gameplay dele. É um bom jogo, mas só isso.
  • Capa de Twisted Metal: Black Twisted Metal: Black
    no
    PS3
    há 2 meses
    Twisted Metal Black é um dos melhores se não até mesmo o melhor jogo da franquia inteira, e isso não se deve apenas a diversão elevada, trilha sonora e várias outras questões nas quais já sabemos. Twisted Metal Black tem os melhores veículos da saga (especialmente o Minion, que agora é um caminhão tanque, ao invés de tanque de guerra), possui uma atmosfera sombria e mais do que isso, esse é o único jogo da franquia que realmente dá profundidade aos personagens. Ao invés de lermos um background de um motorista e acharmos só ``legal´´ e pegar o carro e dane-se, aqui o jogo realmente mostra um desenvolvimento de cada um, suas motivações, seus passados, emoções, enfim, pela primeira vez a gente consegue ter um sentimento por cada motorista com quem jogamos, e não apenas porque o veículo dele é legal de jogar. Twisted Metal Black é fantástico e um título obrigatório para todo mundo que curte um bom jogo de destruição e com atmosfera de terror.
Ler todas as análises (61)

Nota do Game

Nos acompanhe!